Você já deve ter ouvido falar da Gripe Espanhola ou gripe de 1918, né? Essa foi uma grande pandemia do vírus influenza. Entre janeiro de 1918 e dezembro de 1920, o vírus infectou cerca de 500 milhões de pessoas. Não parece muito, mas esse número representa um quarto da população mundial na época. Estima-se que o número de mortes esteja entre 17 milhões e 50 milhões. Possivelmente, até mesmo 100 milhões de vítimas fatais. Essa tornou-se então uma das pandemias mais mortais da história. A Gripe Espanhola foi a primeira das duas pandemias causadas pelo influenzavirus H1N1, sendo a segunda em 2009.

Vivemos uma realidade parecida com o novo Coronavírus, que já infectou milhões de pessoas no mundo todo. No Brasil, o número de mortes por Covid-19 já ultrapassou 35 mil. Isso vai além das mortes causadas pela Gripe Espanhola quando a mesma atingiu o Brasil em 1918. Pensando um pouco nisso, resolvemos trazer para você, caro leitor, algumas coisas que você provavelmente não sabia sobre a Gripe Espanhola no Brasil. Confira conosco a seguir e surpreenda-se. Aproveite para compartilhar com seus amigos desde já e, sem mais delongas, vamos lá.

Fatos sobre a Gripe Espanhola no Brasil

1 - Chegada da Gripe

Os historiadores acreditam que a Grande Gripe chegou no país ainda em 1918. Isso foi quando passageiros do navio britânico Demerara, vindo de Lisboa, em Portugal, desembarcou diversos infectados em Recife, Salvador e Rio de Janeiro. Além desses, acredita-se que alguns marinheiros que estavam em serviço em Dakar também estivessem contaminados. Esses também desembarcaram em Recife. Pouco tempo depois dessas chegadas, cidades no Nordeste e São Paulo começaram a reportar casos da doença.

2 - Presidente infectado

Publicidade
continue a leitura

Entre os infectados no Brasil, estava Rodrigues Alves, o quinto presidente do Brasil entre os anos de 1902 e 1906. Em 1918, o presidente chegou a ser reeleito, mas a doença foi notada antes de tomar a posse. Desta forma, foi substituído pelo vice-presidente Delfim Moreira. Esse, por sua vez, se tornou o primeiro presidente interino do país. Moreira ficou na presidência de 15 de novembro de 1918 a 28 de junho de 1919. Essa foi uma das posses mais curtas da história.

3 - Receitas para cura

Muitas receitas para a cura da Gripe Espanhola começaram a aparecer. Nos jornais, por exemplo, as páginas eram tomadas por cartas de leitores. Esses indicavam pitadas de tabaco, balas de ervas e tônicos como remédios para a doença. Outras pessoas pediram que queimassem alfazema ou incenso para "limpar o ar". Tudo isso sem qualquer comprovação científica. Em São Paulo, as pessoas começaram outro tipo de tratamento. Consistia em uma mistura de cachaça, mel e limão que possivelmente curaria a infecção. Inclusive foi nessa época que surgiu a famosa caipirinha.

4 - Tratamento popular no Brasil

Publicidade
continue a leitura

Um tratamento que se tornou muito popular quando a Gripe Espanhola atingiu o país foi a ingestão de sal de quinino. Esse é um remédio que foi usado também no tratamento da malária. Ainda que não tivesse comprovação científica sobre a eficácia, a substância sumiu das prateleiras. Em determinado ponto, passou a ser distribuída para a população.

5 - Distanciamento social

Segundo os estudiosos, as autoridades brasileiras da época demoraram muito a agir. Medidas de prevenção e distanciamento social só foram tomadas quando a pandemia já teria atingido boa parte do país. Entre outubro e dezembro de 1918, 65% da população adoeceu. Só no Rio de Janeiro, mais de 14 mil óbitos foram registrados. Enquanto isso em São Paulo, pelo menos 2 mil pessoas morreram por causa da doença.

6 - Importância de Charles Chagas

Publicidade
continue a leitura

Charles foi um biólogo e sanitarista que descreveu a Doença de Chagas. Chagas foi uma figura importante durante a pandemia da Gripe Espanhola. O então presidente Venceslau Brás convidou o especialista para liderar a campanha de combate à doença. Além de apoiar pesquisas científicas, Chagas implementou cinco hospitais emergenciais e 27 postos de atendimentos em vários pontos do Rio de Janeiro.

7 - Quarentena

Houve quarentena durante a pandemia da Gripe Espanhola no Brasil. No pico do contágio, escolas, lojas e postos de trabalho foram fechados. Tudo isso para conter a disseminação da doença; Os campeonatos esportivos também foram cancelados ou adiados, assim como apresentações artísticas.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Publicado em: 15/06/20 12h15