A morte é a única certeza da vida. Mas ela é tida como um grande mistério. Para muitos, a vida continua, mesmo depois de se fechar os olhos. Para outros, tudo acaba aqui. Muitas são as superstições, que fazem a cabeça das pessoas a respeito desse grande momento da vida humana. E quando alguém morre de uma maneira meio suspeita ou inexplicável, várias teorias da conspiração são feitas.

Tupac Shakur tinha 25 anos, quando foi emboscado enquanto estava sentado no seu carro, estacionado em um faixa de Las Vegas, no dia 7 de setembro de 1996. Esse ataque aconteceu depois de uma luta de Mike Tyson e Bruce Seldon, que Tupac tinha participado. Ele morreu no hospital seis dias depois, no dia 13 de setembro.

Quase imediatamente depois de sua morte, teorias da conspiração começaram a surgir. Alguns disseram que ele foi morto pelo seu colega rapper, Biggie Smalls. Mas com o tempo, as teorias foram tão longe, que chegaram alegar que ele tinha forjado sua própria morte. E essa teoria circula até hoje. Mostramos aqui algumas dessas teorias bizarras sobre a morte de Tupac.

1 - Trancado no hospital

Depois que Tupac foi internado, apenas sua mãe, amigos muito próximos e uma certa equipe médica podiam entrar para vê-lo. E por causa desse bloqueio, as pessoas começaram a especular que tinham coisas acontecendo nos bastidores.

O rapper ficou seis dias lutando por sua vida. E disseram que ele foi revivido várias vezes. Mas, eventualmente, ele morreu por conta de sangramentos internos. Uma afirmação, muito controversa, foi dada por Michael Carlin, que trabalhou em colaboração com o Departamento de Polícia de Los Angeles. Carlin disse que os registros policias e médicos sobre a morte de Tupac são falsos.

2 - A pessoa que o cremou desapareceu

Publicidade
continue a leitura

Uma das coisas mais misteriosas da morte de Tupac foi o desaparecimento da pessoa que o cremou. De acordo com Marion "Suge" Knight, amigo íntimo de Tupac e quem estava com ele no momento do tiroteio, ele pagou, para que o amigo tivesse uma cremação particular.

Essa pessoa, que o cremou, supostamente, desapareceu. E a quantia que Knight disse ter pago pelos serviços também é bastante questionável. Já que se trataram de três milhões de dólares.

3 - Milhões desaparecidos

Quando morreu, o patrimônio de Tupac estava avaliado em mais de 100 mil dólares. Essa quantia não o faz pobre, mas pensando em toda riqueza que ele acumulou com sua música e carreira de ator, esse valor era apenas uma gota.

O rapper também não tinha propriedades em seu nome, quando ele morreu. Seus únicos bens eram seus dois carros. Além disso, parecia haver preocupações com o contrato do rapper, com sua gravadora e com quanto dinheiro ele realmente foi pago. Mas segundo a própria família do rapper, foi o estilo de vida de Tupac que o deixou "pobre". Ainda assim, outras pessoas especulam que vários milhões podem ter sido movidos para outro lugar.

4 - Falsificar a morte

Publicidade
continue a leitura

Em 2015, o ex-detetive, David Myers, disse que Tupac tinha falsificado a sua própria morte. E que ele tinha recebido 1,5 milhão de dólares para ajudar o rapper nesse feito. Myers fez essa alegação porque, de acordo com ele, ele não queria morrer sem que o mundo soubesse disso. De acordo com o ex-detetive, um corpo foi arranjado, para ser levado ao necrotério no lugar de Tupac.

Contudo, Myers não disse o porquê do rapper querer que o mundo pensasse que ele estivesse morto.

5 - Registros diferentes

Os registros oficiais têm uma diferença entre a altura e peso de Tupac. Em sua carteira de motoristas, e em vários sites sobre celebridades, sua altura era 1,76 metros e o peso era registrado como 76 quilos. Mas nos registros do necrotério, ele estava mais alto, com 1,80 metros e pesando mais.

O mais provável é que tenha sido um erro do necrotério, na hora do registro. Mas esse é um ponto de discussão, para aqueles que acreditam que o rapper não está morto e que existem coisas ocultas sobre sua morte.

6 - Última fotografia

Publicidade
continue a leitura

Uma das fotografias mais famosas foi tirada minutos antes da  morte de Tupac. A foto mostra o artista no banco do passageiro e com Suge Knight dirigindo o carro. Mas fãs e pesquisadores descobriram que a data da foto estava errada. Ela foi tirada, na verdade, no dia 8 de setembro. Ou seja, um dia depois do tiroteio.

Por mais que exista a possibilidade de a câmera ter sido ajustada com a data errada, algumas pessoas acreditam que a foto tinha sido montada, para circular depois da "morte" do rapper.

7 - Sem colete à prova de balas

Tupac foi ficando cada vez mais paranoico com a fama. Ele achava que Biggie Smalls e pessoas próximas a ele estivessem querendo matá-lo. Tanto que ele passou a usar um colete à prova de balas, em todos os lugares.

Mas na fatídica noite, ele não estava usando o colete. Ele teria tirado, porque Knight disse a ele que estava muito quente dentro da arena, onde a luta iria acontecer. Existe uma grande confusão sobre o fato do rapper estar ou não usando o colete.

Publicado em: 10/12/19 11h34