Nós estamos vivendo a pandemia do coronavírus, que está deixando todas as pessoas bastante assustadas e surpresas. O COVID-19 surgiu em Wuhan, na China. E por causa de sua intensidade e capacidade de matar as pessoas, o mundo todo está passando por uma situação bastante delicada. O mundo todo está em estado de alerta.

Medidas foram tomadas pelos governos do mundo todo, com a intenção de diminuir a propagação do vírus. Por isso, praticamente todos os países do mundo estão em isolamento, para tentar diminuir a quantidade de casos.

Ver que o surto mudou as nossas vidas e maneiras como lidamos com as coisas não é novidade para ninguém. Mas todos sabemos e esperamos que essa pandemia passe. Por isso, entender como o mundo será pós essa pandemia é importante para que possamos nos preparar para o futuro.

Segundo um artigo científico recente, as mudanças na paisagem das cidades por conta do novo coronavírus foram tão impactantes que podem transformar os lugares para sempre depois da pandemia.

Publicidade
continue a leitura

Mudanças

De acordo com Jordi Honey-Rosés e Erick Villagomez, especialistas em planejamento da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, a pandemia está transformando várias coisas. Como por exemplo, a construção, o  design, os fluxos de energia, os padrões de mobilidade, as preferências das pessoas por lugares onde morar, o transporte das cidades e até mesmo suas áreas verdes.

Esses especialistas se juntaram com estudiosos do Chile, China, México, Índia e Espanha para analisar as medidas tomadas pelas cidades para lidar com a pandemia do novo coronavírus. Depois disso, eles apontaram quais dessas mudanças podem ser permanentes.

Publicidade
continue a leitura

"Embora a taxa de mobilidade urbana continue a aumentar lentamente, a redução do tráfego de pedestres até o momento já teve fortes efeitos em empresas locais. Muitas das quais tiveram que fechar suas portas indefinidamente. Essa tendência provavelmente continuará até que uma solução viável para a pandemia seja encontrada", disse Villagomez. E Honey-Rosés chega a dizer que as ruas podem ter que ser redesenhadas.

Tendências

Outra tendência é que, com as compras online e entregas de comida ficando mais comuns, existe uma demanda grande por estacionamento na calçada. Tanto para atender essas novas necessidades de delivery como também para liberar espaços para os pedestres.

Publicidade
continue a leitura

Os estudiosos dizem que até mesmo as cidades que têm o turismo forte por conta da sua aparência irão mudar. E grande parte disso será pelo interesse de construir ambientes mais favoráveis para os pedestres. Além de existir uma necessidade maior de oferecer acesso fácil para um contato com a natureza e mais diversidade no lazer.

Espaços anteriormente abandonados das cidades podem ser transformados em jardins, por exemplo. Os pesquisadores dizem também que a noção de lugar e espaço das pessoas pode mudar de forma permanente.

"A cidade do futuro não está predeterminada, mas será o resultado de decisões específicas sobre o espaço público. Esperamos que os cidadãos conversem com seus líderes. E se reúnam com profissionais de planejamento e políticas para construir cidades mais saudáveis durante esta crise e além", afirmam os estudiosos.

Publicado em: 19/08/20 16h15