Elon Musk é um dos empresários mais dedicados a projetos ousados e futurísticos. O dono da SpaceX é conhecido por querer levar os humanos a todos os lugares que forem possíveis no espaço. Contudo, ele também tem outros projetos além desse.

O empresário tem uma startup chamada "Neuralink", que trabalha com estimulação cerebral. Essa empresa pretende conectar o cérebro humano diretamente à tecnologia. E no dia 28 de agosto, a empresa revelará antecipadamente suas novas tecnologias.

Mas as invenções parecem ser tão boas que Musk não se conteve e acabou revelando mais detalhes da nova interface cérebro-computador da sua empresa. Recentemente, um cientista da computação perguntou via Twitter para Musk, se as pessoas seriam capazes de ouvir música direto no cérebro usando uma desas interfaces. Ou seja, conseguir ouvir músicas sem nenhum tipo de fone de ouvido. E o empresário respondeu que sim.

Dispositivo

Publicidade
continue a leitura

Ainda não se sabe exatamente o que a Neuralink está desenvolvendo. Mas o que já é sabido, segundo uma apresentação feita em 2019, é que o dispositivo se conectaria no crânio das pessoas através de orifícios feitos com lasers que vão colocar fios ultrafinos.

Essas primeiras edições dos implantes vão poder ser usadas por pessoas que precisam de reparo nas conexões neurais. Como por exemplo, pacientes de distúrbios do cérebro como Parkinson.

Mas ainda não é sabido exatamente se essas interfaces cérebro-computador da Neuralink vão ter a capacidade de desviar o ouvido e os nervos cocleares para consegui enviar a música direto  para a região auditiva do cérebro.

Outra pergunta feita por um usuário do Twitter para Musk foi se esse dispositivo teria a capacidade de provocar a liberação de hormônios e neurotransmissores. Como por exemplo, ocitocina e serotonina. O empresário também respondeu positivamente para esse questionamento.

Publicidade
continue a leitura

Isso tem implicações bastante profundas. Já que essas substâncias são ligadas a estímulos na busca pelo prazer. E teoricamente, isso poderia ter efeitos grandiosos na própria condição humana. Até porque, muitas das coisas que fazemos está ligado, inconscientemente, na liberação dessas substâncias no cérebro.

Experimento

Os melhores fones de ouvido dizem transmitir a música "direto" para o cérebro através de vibrações no crânio das pessoas. Mas isso sem enviar sinais diretamente para o cérebro. Por isso, para fazer isso e outras coisas mais, Musk quer mais cérebros na Neuralink.

Publicidade
continue a leitura

“Se você resolveu problemas difíceis com telefones / dispositivos vestíveis, como vedação, processamento de sinais, carregamento indutivo, gerenciamento de energia etc, considere trabalhar na Neuralink”, twittou o empresário.

No começo do mês, o empresário sugeriu que o chip da Neuralink consgeuirá curar a depressão e o vício "treinando" as partes do cérebro que são responsáveis por essas condições.

Os testes já foram feitos em animais. E em humanos foram agendados, originalmente, para esse ano. Mas ainda não foram divulgados.

Publicado em: 21/07/20 15h16