A pandemia de coronavírus já se tornou uma emergência de saúde pública global, com novos casos da doença a cada dia. Por ser um vírus mortal, as autoridades de todo mundo estão se mobilizando com a situação. As autoridades querem conter o surto e identificar toda a rota do coronavírus. Enquanto uma vacina para a doença ainda não fica pronta, a principal preocupação, agora, é evitar o contágio da doença.

Medidas foram tomadas pelos governos do mundo todo, com a intenção de diminuir a propagação do vírus. Por isso, praticamente todos os países do mundo estão em isolamento, para tentar diminuir a quantidade de casos. E o resultado disso são vários centros urbanos vivendo um vazio, quase que sem precedentes. E quando se olha para as ruas, parece um filme pós-apocalíptico, mas todos sabem que o mundo ainda existe mas todos estão dentro de suas casas.

A principal forma de contágio é por vias respiratórias e contato com pessoas infectadas. Segundo a Organização Mundial de Saúde, o coronavírus pode também sobreviver nas superfícies durante algumas horas ou então até dias. Por causa disso, os órgãos oficiais indicaram as medidas, que são necessárias para tentar diminuir a disseminação do vírus.

Por mais que a informação sobre como se prevenir chegue em quase todas as pessoas, o surto do vírus assusta todo mundo. A China, por exemplo, é o maior produtor de suprimentos médicos, e está passando por uma falta de máscaras. Já que elas são principalmente usadas, prioritariamente, como forma de prevenção.

Publicidade
continue a leitura

E ao redor do mundo, as pessoas estão se prevenindo ao máximo e tentando seguir as indicações de órgãos de saúde. Mas o pânico pelo coronavírus está presente no olhar e nas atitudes das pessoas.

Briga

Um exemplo disso, foi o incidente que aconteceu esse mês, em Kolhapur, uma cidade na Índia. A cidade, até o momento, tem 49 casos de coronavírus. Desses, apenas uma morte confirmada.

O vídeo mostra até que ponto o medo toma conta das pessoas e como ele pode fazer com que as pessoas tomem atitudes impensadas e totalmente sem sentido.

A câmera gravou o momento em que uma motociclista apanhou, pelo simples fato de ter espirrado em público. No vídeo, é possível ver o momento em que dois motoqueiros estão dirigindo devagar, um ao lado do outro, em uma rua movimentada da cidade. Um deles para e questiona porque o outro, ao espirrar, não cobriu seu rosto. E diz que isso podia propagar o coronavírus.

Publicidade
continue a leitura

Em muito pouco tempo, a discussão virou uma briga e ainda fez com que a região ficasse engarrafada. Por mais que o medo esteja presente em todos nós, não devemos nos desesperar. Esses motociclistas por exemplo, o que não espirrou poderia nem ter sido infectado. E o que deu o espirro, poderia nem estar com o coronavírus.

Mas se caso o motociclista que espirrou tivesse contaminado, com a briga, ou seja, o toque e troca de fluidos, contaminaria o outro homem. E isso sem nem precisar do espirro para isso.

Publicado em: 27/03/20 14h28