Dominar o espaço e descobrir tudo que ele guarda, ainda é um dos maiores desejos do homem. Isso faz que nos arrisquemos em nome do conhecimento. Afinal, quem não gostaria de viajar pela imensidão do universo?!

As pessoas são fascinadas com o quarto planeta do Sistema Solar, desde que o descobriram. Marte, depois do nosso, é o mais popular, e isso por vários motivos. Algumas pessoas alimentam a teoria de que há vida no enorme planeta vermelha. Outras dizem que os extraterrestres, que vemos em tantas histórias, partiram de lá. Já os cientistas o veem com outros olhos e estudam a possibilidade de habitá-lo. Marte foi sempre uma grande fonte de mistérios.

Com o passar dos anos, as pesquisas foram ficando mais intensas e os robôs enviados para lá nos dão informações e imagens cheias de detalhes. Assim, as descobertas a respeito do Planeta Vermelho não param. A possibilidade de uma missão para Marte tem especulações de que humanos pousarão no planeta até a década de 2030.

Os humanos sonham em ir até Marte, praticamente desde quando o planeta foi descoberto. E mesmo que o planeta não tenha condições para que a vida exista sem nenhuma interferência, como aqui na Terra, isso não nos impede de querer viver lá e colonizá-lo. A NASA diz que não deve demorar tanto para enviar uma missão tripulada.

Mas enquanto uma missão com humanos não é possível, isso não quer dizer que outros tipos de missão não sejam feitas. A NASA lançou nessa quinta-feira (30) o rover Perseverance para Marte. E na "barriga" desse veículo terrestre, tem o "helicóptero de Marte" cheio de instrumentos científicos.

Publicidade
continue a leitura

Missão

O objetivo dessa missão é que ele nos dê uma nova perspectiva de Marte. E com isso, permita o estudo de falésias e crateras que os veículos terrestres não conseguem ou não podem ter acesso.

O helicóptero mandado tem hélices de fibra de carbono, que giram oito vezes mais rápido do que helicópteros aqui na Terra. Elas fazem 2,4 mil rotações por minuto já que a atmosfera de Marte é 100 vezes menos densa do que a do nosso planeta.

Publicidade
continue a leitura

Além disso, ele também carrega duas células solares fotovoltaicas, baterias, duas câmeras, uma colorida e outra monocromática e sistemas de navegação e operacionais. Tudo isso está dentro de um veículo voador do tamanho de um pinscher e que pesa 1,8 quilo.

Pilotos

Publicidade
continue a leitura

Como Marte é muito longe da Terra, é claro que não tem como o helicóptero ser pilotado em tempo real por um humano. Até porque, um sinal enviado do nosso planeta pode levar entre três e 22 minutos para chegar até Marte. E isso depende também da posição dos planetas e das suas órbitas.

Por isso, cada uma das rotas que o helicóptero fará já será enviada antecipadamente daqui da Terra e o helicóptero irá voar de forma autônoma e sem supervisão. E se essa missão for bem sucedida é possível que mais helicópteros desses sejam enviados para o Planeta Vermelho. Até porque eles podem servir como olheiros para as futuras missões humanas.

Publicado em: 31/07/20 14h35