Atualmente, o Universo Cinematográfico Marvel está muito bem consolidado e serve de referência para muitas franquias hollywoodianas. No entanto, nada disso teria sido possível se não fosse pelo pontapé inicial dado pela empresa em 2008, com Homem de Ferro. Em uma época onde a Casa das Ideias ainda não tinha noção de como impactaria a sétima arte e Robert Downey Jr. ainda era considerado uma contratação de alto risco por conta de seu abuso de drogas e problemas legais, a narrativa protagonizada por Tony Stark conseguiu subverter as expectativas e conquistar não só o público, como a crítica. Como resultado disso, a Marvel passou a investir mais em adaptações de suas várias propriedades intelectuais para o cinema.

Entretanto, o que muitos poucos sabem, é que a Marvel Studios não foi a primeira produtora a idealizar um filme do Homem de Ferro. Apesar de hoje ser impossível imaginar o herói sendo retratado de outra forma ou interpretado por outra pessoa, as coisas quase foram diferentes. Antes de RDJ e Jon Favreau recontarem a história de Tony Stark para o público, houveram três tentativas de trazer o Vingador para a grande tela. Além disso, não podemos esquecer que um personagem da mitologia de Stark quase ganhou um spin-off após o sucesso do filme. E então, curioso para saber exatamente o que aconteceu? Ótimo, vem com a gente.

O Homem de Ferro da Universal

Embora os anos 2000 sejam conhecidos pela popularização dos filmes de super-heróis, os anos 1990 também fizeram algumas tentativas. Só para ilustrar, a Marvel fracassou ao lançar um filme do Capitão América em 1990. Além disso, a empresa acabou cancelando uma adaptação cheia de potencial do Homem-Aranha, que seria dirigida por ninguém menos que James Cameron. Enfim, não adianta chorar sobre o filme não realizado. Contudo, enquanto a Marvel ainda tentava construir seu caminho na grande tela, a Universal trabalhava em um filme de baixo-orçamento do Homem de Ferro. Acontece que, naquela época, os direitos do herói pertenciam ao mesmo estúdio que hoje controla o Hulk. Prosseguindo, Stuart Gordon chegou a ser contratado como diretor do projeto e Ed Neumeier assumiu o roteiro.

Publicidade
continue a leitura

Conhecido por seu trabalho em RoboCop e Tropas Estrelares, Neumeier era associado à narrativas ultra-violentas e satíricas. Por outro lado, Gordon contava com um passado marcado por filmes de terror, como Re-Animator e Bonecas Macabras. Sendo assim, podemos assumir que essa versão de Homem de Ferro teria sido completamente diferente do que estamos acostumados. Em suma, o roteiro sugerido por Neumeier apresentava um Tony Stark saindo da aposentadoria. Contudo, a Universal acabou desacreditando no potencial do projeto e desistiu do mesmo.

O Homem de Ferro da Fox

Seis anos após adquirir os direitos do Homem de Ferro que antes pertenciam à Universal, a Fox investiu em um novo roteiro. Dessa vez escrito por Jeff Vintar e Stan Lee, a história colocaria Tony Stark contra MODOK e IMA. Essa versão buscaria explorar mais as características de ficção científica presentes no universo do herói e exploraria as origens do mesmo. Inclusive, o projeto chegou a chamar a atenção de dois atores super populares na época que demonstraram interesse em viver Tony Stark. O primeiro foi Nicolas Cage, que estava se consolidando muito bem como um astro dos filmes de ação. Enquanto isso, o segundo foi Tom Cruise, que havia acabado de estrelar seu primeiro Missão: Impossível. Todavia, com outras adaptações em andamento, como X-Men e Quarteto Fantástico, a Fox acabou esquecendo Homem de Ferro em um limbo.

Publicidade
continue a leitura

O Homem de Ferro da New Line

Embora não seja tão conhecida quanto as demais produtoras, a New Line é uma subsidiária da Warner. Após adquirir os direitos do Homem de Ferro que pertenciam à Fox, o estúdio explorou diversas possibilidade de roteiro para um filme do personagem. Tim McCanlies conhecido por seu trabalho em O Gigante de Ferro, chegou a fazer um rascunho para o projeto. Além disso, Ted Elliott e Terry Rossio, hoje conhecidos por Piratas do Caribe, apresentaram uma ideia que incluía a participação de Nick Fury. Aparentemente isso abriria a possibilidade de um filme solo do chefe da SHIELD. De qualquer forma, Alfred Gough, Miles Millar e Jeff Vintar acabaram sendo contratados para outro roteiro. Dessa vez, Tony Stark seria colocado contra o Mandarim.

Surpreendentemente, David Hayter, co-roteirista de X-Men, acabou revisando o roteiro e adicionando uma trama onde Tony decide que as Indústrias Stark não produziriam mais armas. Isso acabaria colocando Howard, o pai ainda vivo de Tony, contra o filho. A treta acabaria ganhando força com Howard se aliando ao rival de Tony, Justin Hammer, e lutando contra o filho em uma armadura do Máquina de Combate. Coincidentemente, esse roteiro final tem muito em comum com a história adaptada por Favreau, anos mais tarde. Sendo assim, podemos dizer que os planos da New Line estavam na direção certa.

O filme solo do Máquina de Combate

Publicidade
continue a leitura

Além das suas inúmeras aparições ao longo dos filmes do MCU, Robert Downey Jr. quase participou de um outro longa. Por pouco não vimos um filme protagonizado por seu grande amigo James Rhodes, o Máquina de Combate. A informação veio por meio de Joe Robert Cole, co-roteirista de Pantera Negra. Aparentemente, a Marvel Studios estava planejando dar à Rhodey um spin-off e Cole foi encarregado do roteiro. Contudo, o projeto acabou não saindo do papel. Mais tarde, Don Cheadle, que substituiu Terrence Howard como o personagem, trouxe mais informações sobre o spin-off. Ao que tudo indica, ele seria ambientado entre Homem de Ferro 2 e 3. Além disso, a trama giraria em torno dos conflitos de Rhodes como militar e seu dever de mudar o mundo. E então, será que ainda há chances para esse projeto? Vale lembrar que Máquina de Combate segue sendo um Vingador.

Já tinha ouvido falar de algum desses projetos? Qual mais te surpreendeu? Acha que existe um futuro para o Homem de Ferro no MCU mesmo depois da Saga do Infinito? Compartilhe sua opinião com a gente.

Publicado em: 27/08/20 10h45